HINO DO AVIADOR

Vamos filhos altivos dos ares
nosso vo ousado alçar,
sobre campos, cidades e mares,
vamos nuvens e céus enfrentar.
Dastro rei desafiamos nos cimos,
bandeirantes audazes do azul,
às estrelas, de noite, subimos,
Para orar ao Cruzeiro do Sul.
Contato! Companheiros!
Ao vento, sobranceiros, lancemos
o roncar da hélice a girar.
Mas se explode o corisco no espaço
ou a metralha, na guerra, rugir,
Cavaleiros do século do aço no
nos faz o perigo fugir.
No importa a tocaia da morte
pois que à Pátria, dos céus no altar,
Sempre erguemos de ânimo forte,
o holocausto da vida, a voar.